PósGraduações - Temas de Interesse

Sub Forum destinado à discussão de Temas relacionados com a Farmácia

Moderador: Nuno Marques

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Carolina G. em Quarta, 13 Ago 2008 10:29

Fico contente por termos este caso divulgado aqui no fórum.
Não duvidava que isso pudesse acontecer, pois as coisas estão a mudar (não parece, mas estão!).
Aqui há uns anos nem eramos curso superior, depois foi uma guerra para passar a licenciatura e hoje temos colegas (vários) com mestrados e doutoramentos atribuidos por diversas universidades públicas portuguesas e estrangeiras.
Perante isto, com que argumentos serão as Faculdades de Farmácia diferentes das outras, a médio prazo?
E não nos esqueçamos que este processo está a ocorrer em simultâneo com outra realidade muito preocupante: o financiamento das instituições de ensino superior.
Como irão elas prescindir do dinheiro dos alunos que querem frequentar estes cursos? Terão assim tantas candidaturas todos os anos??
Carolina G.
Administrador
 
Mensagens: 926
Idade: 41
Registado: Quarta, 19 Abr 2006 13:00

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Susana Monteiro em Sexta, 15 Ago 2008 08:30

Desculpem por estar a por o "nariz onde não sou chamada", mas pelo o que estou a perceber, estão a dizer que nós (técnicos de diagnóstico e terapêutica) não podemos fazer doutoramento??! Ou que não concorremos em pé de igualdade? Ou que só nos podemos candidatar a Escolas de Saúde e não a Universidades?

Não...

Eu sou técnica de anatomia patológica e neste momento estou a terminar o mestrado na Universidade de Aveiro no departamento de Química e tenho como colegas de curso engenheiros químicos, biólogos, engenheiros de química alimentar, bioquímicos e colegas das análises clínicas e uma colega da anatomia patológica.

Os critérios de acesso são a avliação curricular, a média da licenciatura e a experiencia. São todas licenciaturas válidas.

Quanto ao doutoramento a mesma história.O doutoramento do ICBAS é também aberto aos TDT e estou agora a candidatar me ao doutoramento em neurociências pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, mas antes informei me e foi me dito que sim, que preenchia todos os requisitos para me candidatar.

Na área das Ciências e da Saúde as diferentes áreas têm pontos de contacto e essa é a razão das pós-graduações, é nos especializar mos em áreas cada vez menos abrangentes e específicas. Obviamente teremos colegas das mais diferentes áreas interessados nas mesmas áreas que nós. Mas vemos de perspectivas diferentes pois temos formações de base (licenciatura) diferentes.

Um mestrado, e principalmente um doutoramento não tem nada a ver com uma licenciatura. Pouca formação teórica temos. É um intenso trabalho de pesquisa e investigação na área em que te queres especializar. Por isso cada tese é diferente e vai reflectir toda a tua formação e capacidade. Não vejo porque é que por teres uma licenciatura de TDT sejas menos qualificado para fazer uma tese que qualquer outra licenciatura. Como disse, só vai enriquecer o assunto em que se debruça a pós graduação, pois vai mostrar diferentes perspectivas e contextos.

Se partirmos logo derrotados e pensarmos "bahh.. não vou concorrer, doutoramento de certeza que é para cursos universitários e não politécnicos". Então aí somos nós os principais culpados da nossa sub valorização, porque somos nós os primeiros a nos discriminar mos.

Não há tal coisa como licenciaturas de primeira ou de segunda. Uma licenciatura é uma licenciatura, ponto. E há que acabar com as ideias pré estabelecidas e preconceitos.
Avatar do utilizador
Susana Monteiro
Moderador Global
 
Mensagens: 576
Idade: 34
Registado: Quarta, 09 Jan 2008 16:23
Localização: Vila Nova de Gaia
Sexo: Feminino
Área TDT: Anatomia Patológica

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Carolina G. em Sexta, 15 Ago 2008 20:53

Se partirmos logo derrotados e pensarmos "bahh.. não vou concorrer, doutoramento de certeza que é para cursos universitários e não politécnicos". Então aí somos nós os principais culpados da nossa sub valorização, porque somos nós os primeiros a nos discriminar mos.


Olá Sumont:

Penso que há aqui um mal entendido qualquer...
Não estamos a desvalorizarmo-nos...
A questão é que temos mesmo sido impedidos de entrar em determinados cursos de pós-graduação, muito embora tenham havido inúmeros colegas a concorrer.
Carolina G.
Administrador
 
Mensagens: 926
Idade: 41
Registado: Quarta, 19 Abr 2006 13:00

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Susana Monteiro em Segunda, 18 Ago 2008 08:22

Sim Carolina tens toda a razão, eu sei que infelizmente em alguns doutoramentos e mestrados somos excluídos por causa da nossa licenciatura.

Mas o que eu quis refutar foi a ideia que TODOS os doutoramentos de instituições universitárias estão nos barrados, porque a certa altura foi essa a ideia que começou a sobressair, e isso não é verdade.

Porque o que me dá a entender é que por alguns colegas terem tentado entrar em doutoramentos e não terem conseguido, os outros já nem sequer tentam, mesmo outros cursos ou instituições e generalizam dizendo que "NÃO DÁ..NÃO DÁ MESMO.."...e é a estes que me refiro quando falo em sub valorização da carreira.
Avatar do utilizador
Susana Monteiro
Moderador Global
 
Mensagens: 576
Idade: 34
Registado: Quarta, 09 Jan 2008 16:23
Localização: Vila Nova de Gaia
Sexo: Feminino
Área TDT: Anatomia Patológica

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Obioquimico em Terça, 26 Ago 2008 20:28

Vitor Paiva Escreveu:
Paula Bustorff Guerra Escreveu:é com prazer que vos posso anunciar que, presentemente, temos um aluno do mestrado na Faculdade de Farmácia de Lisboa que é TDT de farmácia licenciado na ESTESL....
Quando chega ao básico, acabamos por entrar nos cursos se temos currículo e/ou nota para tal.
Só dependemos de nós para sermos grandes! Disso e de dinheiro para pagar as exorbitantes propinas...
lol
=D>


mas o mestrado comum aos alunos de ciências farmacêuticas, é isso?


Mas o mestrado em ciencias farmaceuticas?? estilo, o mestrado integrado? é que isso é impossivel!!! ou um mestrado à parte para farmaceuticos já formados e outros profissionais tambem eles já licenciados? como estes ---> http://www.ff.ul.pt/mestrados.aspx
Obioquimico
Membro
 
Mensagens: 50
Registado: Quarta, 25 Jun 2008 23:25
Área TDT: Farmácia

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Paula Bustorff Guerra em Quarta, 27 Ago 2008 08:07

sim mestrado em ciências farmacêuticas, não integrado, com colegas com outras licenciaturas, entre elas a de ciências farmacêuticas...Curso de Mestrado em Farmacotecnia Avançada
Paula Bustorff Guerra

 
Mensagens: 16
Idade: 42
Registado: Quarta, 18 Jan 2006 22:02
Localização: Sobreda (Almada)/Lisboa
Área TDT: Farmácia

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Filipe Xavier Silva em Terça, 19 Jan 2010 21:16

Essa treta dos nossos cursos ter pouca componente teórica não percebo!! Pelos menos o meu Análises Clínicas pouca não tem!! Comparando Análises Clínicas com Biologia ou Bioquímica eles têm agora uma licenciatura de 3 anos e não apresentam componente teórica superior à nossa nos 4 anos que estudamos. Depois tiram o mestrado é certo mas nós também o podemos tirar ficando com 6 anos de ensino superior. Para não falar que formação que os permitam trabalhar na nossas áreas não têm mesmo, mas isso já é outro assunto!
Filipe Xavier Silva
Membro Sénior
 
Mensagens: 301
Registado: Sábado, 21 Out 2006 17:04
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: PósGraduações - Temas de Interesse

Mensagempor Paula Bustorff Guerra em Quarta, 20 Jan 2010 18:13

Actualmente eu própria estou a frequentar um mestrado na faculdade de farmácia da Universidade de Lisboa. Após a conclusão deste mestrado, nada me impedirá de solicitar a entrada num doutoramento em que universidade for...
O que eu acho que tem acontecido até agora era a inexistência/pouca existência de licenciados na nossa área provenientes das nossas escolas (relembro que só há licenciatura a partir de 96/98 se não me falha a memória) pelo que temos pouco mais de 10 anos de licenciatura.
Para a candidatura a um Doutoramento com acesso imediato ao mesmo, relembro que há que ter o mínino de 15 valores de média de licenciatura e/ou experiência qb (entenda-se vasta) para ser aceder ao mesmo com uma nota inferior. No entanto, isto não se aplica se a pessoa for detentora de um mestrado.
Daí que tenhamos seguido o caminho mais longo, passando 1º por fazer a licenciatura (que actualmente para quem se forma é automático) e depois enveredar pelo mestrado... Isto leva tempo (para não falar de recursos) pelo que não é de estranhar que actualmente nas diversas escolas tenhamos já bastantes docentes da área cientifica de farmácia (entenda-se formação de base TDT) com mestrado e agora começam a existir os 1ºs a fazer Doutoramento (ie.Prof João Pedro EstesL). Dêem tempo ao tempo...
Mas não desistam de se candidatarem pois já não é argumentar que os licenciados em farmácia não se podem candidatar aos doutoramentos, pois são licenciados como qualquer outro...
ps. Formados em farmácia nas faculdades de farmácia eram bacharéis não licenciados, pois antes do 25 de abril havia nas faculdades de farmácia bacharelatos e licenciaturas...
Paula Bustorff Guerra

 
Mensagens: 16
Idade: 42
Registado: Quarta, 18 Jan 2006 22:02
Localização: Sobreda (Almada)/Lisboa
Área TDT: Farmácia

Anterior

Voltar para FARMÁCIA

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron