Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Para aceder aos Sub-foruns terá de se registar como membro. Aqui encontra-se descrito como o faz e também se explica algumas das funcionalidades do fórum. Em caso de dúvida contacte um dos moderadores. Neste local também se encontram as regras que regem o funcionamento do fórum. É fundamental que antes de se colocarem quaisquer mensagens, se leiam atentamente estes tópicos.

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Lara_S em Quarta, 11 Ago 2010 20:31

Boa noite, vim parar a este fórum com o intuito de conseguir mais respostas para a situação que me venho a deparar neste momento.

Sou uma recém licenciada em Farmácia acabei a cerca de semanas.
Queria saber o porque é que a tabela de remunerações do TF não é respeitada, e porque é que continuamos a ser explorados pelas Farmácias onde trabalhamos...
Lara_S
Membro Iniciante
 
Mensagens: 8
Registado: Quarta, 11 Ago 2010 20:23
Sexo: Feminino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Quinta, 12 Ago 2010 10:17

Lara_S Escreveu:Boa noite, vim parar a este fórum com o intuito de conseguir mais respostas para a situação que me venho a deparar neste momento.

Sou uma recém licenciada em Farmácia acabei a cerca de semanas.
Queria saber o porque é que a tabela de remunerações do TF não é respeitada, e porque é que continuamos a ser explorados pelas Farmácias onde trabalhamos...

Mas qual tabela dos TF ? As tabelas dos Técnicos de farmácia do sector privado estão nos respectivos CCT, mas garanto-lhe que os filiados no meu sindicato normalmente ganham bastante acima pois os vencimentos neles consignados são de minimos (não é como no sector público em que são fixos ). No entanto alerto-a para o facto de existirem outros aspectos bem mais importantes do que astabelas e por isso tenha atenção a que não lhe vão aplicar clausulas do ultimo CCT publicado. Aconselho-a ir ,além do tópico deste fórum Farmácia,consultar os Portais do Netfarma e do SIFAP. Também, se ainda não está empregada ,a colocar um anùncio em qualquer deles.,
Disponha sempre que necessitar de informaçõs.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Quinta, 12 Ago 2010 10:53

Agora como tambem já disse... vocês estão a discutir sobre uma área mt especifica que é Farmácia, que se calhar até estava mais adequada no sub-forum de farmácia!

luisOmartins
Com todo respeito que voçê merece,ao contrário de outros pela sua correcção,é mesmo isso, em termos de mais adequada mas também no conhecer a "área mt especifica" ,e é isso que não acontece como eu conheço,dada a minha experiência de muitos anos, mesmo como militante sindical, (onde já estive integrado aos principais níveis da sua hierarquia),aos do sector público, ou aos recentemente chegados ao privado. Sabe que vivo com intensidade os problemas da classe, e estudo a sua evolução que conheço desde os seus primórdios. Ora tal preocupa-me, apesar de a mim já não me afectar sobremaneira, a presente e futura empregabilidade de algumas áreas e por isso tenho refletido e digo-lhe que, especialmente em farmácia e análisses clinicas, sou lamentávelmente obrigado a concluir, que a mesma seria menor se não tivesse existido a licenciatura e talvez mesmo o bacharelato. E já expliquei as razões, admitindo embora que não tenha razão.Veja por exemplo a mensagem recente de uma colega de farmácia. E sabe magôa-me pronfundamente quando se procura descriminar , os antigos ajudantes técnicos, porque sei quanto a sua principal, e já quase centenária organização sindical, tem trabalhado pela classe. Convido-a a informar-se sobre todo este processo, que estava preparado para só continuar a existir a carteira ( não a cédula ) profissional ,o que significaria que os dos cursos das ESTES nunca chegassem a entrar no privado. Vá ao Portal da organização que citei e parte desta história está lá. E se isto tivesse acontecido estender-se ia a outra áreas. Estou diponível para lhe dar a conhecer documentamente o que afirmo.
Os meus cumprimentos
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Filipe Xavier Silva em Quinta, 12 Ago 2010 16:59

...a presente e futura empregabilidade de algumas áreas e por isso tenho refletido e digo-lhe que, especialmente em farmácia e análisses clinicas, sou lamentávelmente obrigado a concluir, que a mesma seria menor se não tivesse existido a licenciatura e talvez mesmo o bacharelato.


Se o curso de Análises Clínicas e Farmácia (Enfermagem, Psicologia, Direito...) não fossem um curso superior, o grande número de pessoas que os frequentam seria completamente reduzido, o número de profissionais seria muito menor, e por isso a empregabilidade seria muito maior, acho que isso é óbvio!! Mas não faz sentido nenhum, estar-se a falar nisto, todas as profissões de formação superior, ou quase todas, começaram com profissionais auxiliares ou técnicos auxiliares ou seja lá o que for.. mas evoluíram, evoluíram na sua formação, na sua preparação, nas suas capacidades, e isso tem alguma coisa de mal?! Não, como é lógico não!!
A grande maioria das pessoas, quer estudar, quer ter uma profissão de nível superior, para que possam ter um futuro melhor, e se estes cursos não fossem de nível superior as pessoas que hoje os escolhem não os escolheriam, e o valor destes cursos e destas profissões seria muito menor!
O que quero dizer com isto é que a questão da empregabilidade, prende-se com o número excessivo de escolas, com o número excessivo de vagas, com o trabalho inqualificado, etc... e não com o facto de ser um curso superior!!! Se não fosse um curso superior, quase ninguém de nós andaria por aqui!!!
Filipe Xavier Silva
Membro Sénior
 
Mensagens: 301
Registado: Sábado, 21 Out 2006 17:04
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Quinta, 12 Ago 2010 17:44

luisOmartins ao afirmar isto:
Penso que essa analogia está desajustada, porque o problema de licenciados desempregados não é exclusivo dos TDT, e não creio que seria o facto de os tecnicos de radiologia ou analises clinicas serem "apenas" bachareis que faria aumentar o emprego na área até porque continuamos a ganhar o mesmo, com ou sem licenciatura!

Ceio que está enganado, pois é preciso não esquecer que os proprietários são normalmente médicos,ou farmacêuticos ,e eles não encaram normalmente bem ,que outros a trabalhar sob as suas ordens,sejam também licenciados.Sei bem o que se passa nas farmácias. E porque,para ganhar o mesmo,se teve que perder mais tempo e dinheiro ?
Aliás, nessa altura a ESTeS ainda não estava definida com pertecente ao ESPolitecnico.

Então vamos refletir sobre isto ( não sou fanático das minhas,ainda para mais dúvidas, pois só quero refletir sobre elas á partida que podem não estar certas ) Pergunto o que se ganhou com a passagem destes cursos do ensino profissional ,para o bacharelato do politécnico e agora para a licenciatura, a não ser reivindicar uma melhor carreira.Isto se não estou em erro, pois não sou especialistaa nesta área,se a carreira se mantém?
Esse tipo de raciocinio faz-me lembrar o sr Van Zeller que acha que Portugal para ser mais competitivo tem que diminuir o salário de quem trabalha, para os grandes administradores e gestores poderem continuar a ganhar pequenas fortunas mensais e respectivos prémios

Não confundir o meu raciocinio com o citado pois até me ofende. Quero é que se reflita sobre esta questão e se pondere, sem necessidade de nos agredirmos. Porque será que os nossos parceiros europeus na generalidade, não têm estas áreas no ensino superior e ,como aqui se afirmou, até no regime de formação prática ? A não ser para termos a vaidade de sermos superiores aos outros ou para estarmos a formar técnicos para exportar, como está acontecer na radiologia, ou para,depois se quiserem emprego, terem que aceitar como ajudantes,recepcoinistas ou operadores de hipermercado. Desculpem mas isto é uma reflexão de quem se defronta continuamente com questões destas.
última vez editado por Ed Costa s Segunda, 16 Ago 2010 14:54, editado 3 vezes no total
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Quinta, 12 Ago 2010 18:20

que quero dizer com isto é que a questão da empregabilidade, prende-se com o número excessivo de escolas, com o número excessivo de vagas, com o trabalho inqualificado, etc... e não com o facto de ser um curso superior!!! Se não fosse um curso superior, quase ninguém de nós andaria por aqui!!!e

Com o exercício inqualificado? Então porque essa vaidade obstruiu a constituição do Conselho das profissões , conforme aqui tenho falado, e que tão importante seria para o obstaculizar.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Filipe Xavier Silva em Quinta, 12 Ago 2010 18:34

Então porque essa vaidade


Que vaidade?? Chama vaidade as pessoas quererem ter uma formação superior? Chama vaidade as pessoas estudarem e lutarem para terem um futuro promissor e um futuro com garantias??
Nem todos temos os mesmos objectivos de vida, há quem se contente com o 9º ano e a trabalhar nas obras (sem qualquer desrespeito para quem o faz, porque também eu já trabalhei..) mas há quem queira mais da vida, e se você chama a isso vaidade, tudo bem, é a sua ideia!! Como já disse todos nós temos objectivos de vida diferentes, há quem se contente com pouco, mas há também quem queira muito, e o querer mais e melhor não é vaidade nenhuma!!!
Tiramos um Curso Superior e queremos ser reconhecidos com tal!!
Filipe Xavier Silva
Membro Sénior
 
Mensagens: 301
Registado: Sábado, 21 Out 2006 17:04
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Lara_S em Sexta, 13 Ago 2010 08:46

Pode me dizer entao que clausulas são essas, uma vez que me encontro a dias de assinar contrato.

Obrigada
Lara_S
Membro Iniciante
 
Mensagens: 8
Registado: Quarta, 11 Ago 2010 20:23
Sexo: Feminino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sexta, 13 Ago 2010 11:12

Filipe Xavier Silva Escreveu:
Então porque essa vaidade


Que vaidade?? Chama vaidade as pessoas quererem ter uma formação superior? Chama vaidade as pessoas estudarem e lutarem para terem um futuro promissor e um futuro com garantias??
Nem todos temos os mesmos objectivos de vida, há quem se contente com o 9º ano e a trabalhar nas obras (sem qualquer desrespeito para quem o faz, porque também eu já trabalhei..) mas há quem queira mais da vida, e se você chama a isso vaidade, tudo bem, é a sua ideia!! Como já disse todos nós temos objectivos de vida diferentes, há quem se contente com pouco, mas há também quem queira muito, e o querer mais e melhor não é vaidade nenhuma!!!
Tiramos um Curso Superior e queremos ser reconhecidos com tal!!


Mas que culpa tenho eu de não entenda o que eu tenho dito, o que não abona nada em faz questão de ser drª . Mas quem é que pôs em causa vocês terem tirado um curso superior e quererem ser reconhecidos como tal ? Não leia só uma mensagem mas todas, pelo menos as inseridas neste Tópico.
Aliás atente que o que disse e mantenho e provo é que foi uma até escandalosa manifestação de vaidade ( que chegou ao ponto de tentarem humilhar as organizações que representanto também técnicos formados através de cursos profissionais ou mesmo superiores, pela sua antiguidade, representavam maaioritáriamente TDT equiparados mas também titulares de cèdula profissional ) que obstaculizou o Conselho das Profissões que tâo útil hoje podia ser para os recém formados em termos de obstaculização ao exercício inqualificado. Concluindo e lamentando pois ,ao ontrário do que pensa tenho até um especial carinho pelos mais novos e garanto-lhe bastante tenho trabalhado ( apesar de ser continuamente, por alguns desconsiderado ,por me assumir como antigo Ajudante técnico de farmácia) e que seria importante, especialmente para outros recém chegados à profissão, Aliás repito , com muito orgulho.Desculpe só a sua junventude e inexperiência me não levam a dizer "cresca e apareça" e mais tarde veria que tenho razão.
. AS MINHAS DESCULPA TAMBÉM À JOVEM DE CUJA MENSAGEM FIZ CONFUSÃO.
última vez editado por Ed Costa s Sábado, 14 Ago 2010 14:16, editado 1 vez no total
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sexta, 13 Ago 2010 12:08

Lara_S Escreveu:Pode me dizer entao que clausulas são essas, uma vez que me encontro a dias de assinar contrato.

Obrigada

Se não for filiada neste sindicato não se lhe aplicam as clausúlas de que falo no entanto podem integrá-las no contrato individual de trabalho e, nesse caso, já se aplicariam com o seu consentimento. Aconselho-a sindicalizar-se pois o sindicato orientá-la. Entretanto vá a http://www.sifap.pt/ e leia o contrato que esse sindicato recusou e depois de ver o que está lá diga-me pois também não sei até onde está disposta a ceder. Outra hipótese é eu pedir para, perante a minuta do contrato, os respectivos Serviços Juridicos a orientarem. Chamo especialmente a atenção para o Banco de horas e para o Regime de adaptabilidade, que são bastante negativos, para os trablhadores.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor nortepharma em Sexta, 13 Ago 2010 12:46

ora boas, antes demais quero dizer que sou aj. tecnico de farmacia.
devo dizer que como tal me sinto ofendido por tudo o que aqui se tem dito pela minha profissao, se agora os tecnicos querem ser tratados por drs. ora muito bem que assim sejam, que venham para as farmacias comunitarias trabalhar e se apresentem como tal, devo dizer que nunca trabalhei com srs. drs. tecnicos de farmacia mas ate tinha curiosidade em trabalhar, trabalho so com farmaceuticos e que todos nos tratamos por colegas inclusive o director tecnico, nao tinha problema nenhum em trabalhar com um de voces e o tratar como tal e nao da forma que aqui os srs. drs. tratam profissionais como eu.
nao sei se sabem mas em determinada altura nao tivemos escolha e tivemos que ser equiparados a tecnico de farmacia nao tives escolha mas ate achei correcto hoje tenho outra ideia e estava errado pois com todos estes comentarios tenho vergonha de me assumir como tal e identifico me como aj tecnico, e acredito que muitos drs. tecnicos têm emprego pois sao confundidos como se tivessem registo de pratica reconhecido pelo infarmed mas disso ja nao convem falar, esta atitude descreminatoria nao deveria de existir pois nao se esqueçam que existem sempre os farmaceuticos e como tal é o profissional mais habilitado na farmacia e nao acredito que nenhum patrao duma farmacia quer tais confusoes na farmacia, aqui as pessoas parecem caes com raiva e nao entendo porque eu ca nao me envergonho de ser aj. tecnico pois sempre tive e tenho emprego a ganhar mais do que o dobro que aqqui se fala e sempre fui muito respeitado e nao queria perder esse respeito pois trabalhei muitos anos para o ter.
tenham uma tarde agradavel e apanhem um pouco de ar faz bem a alma.
nortepharma
Membro
 
Mensagens: 108
Registado: Sexta, 13 Ago 2010 12:01
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor linapeixoto em Sexta, 13 Ago 2010 13:42

Desculpem-me lá os colegas do Fórum, mas o Sr. Ed Costa tira qualquer um do sério.

Então não é que para este Senhor até a titulação com bacharelato - que já não existe - prejudica o emprego, até na minha área - análises clínicas - .

Só me ocorreu dizer três coisas:

1.Sabe esse Sr. Ed Costa que, com excepção da Espanha e da Alemanha, o nosso ensino está integrado no ensino superior?

2.Sabe esse Sr. Ed Costa que, se como diz é militante sindical (SIFAP), está a defender o regresso ao estatuto profissional anterior a 1977?

3.Onde esteve o Sr. Ed Costa no decurso dos últimos anos de transformação das profissões de diagnóstico e terapêutica? Fechado no baú?

Colegas do Fórum, aceitar que as questões que o Sr. Ed Costa coloca somente se aplicam a farmácia e a análises clínicas, significa aceitarmos que os colegas dessas áreas não são de diagnóstico e terapêutica, o que de todo em todo é absurdo.

Nunca o disse antes mas afirmo-o agora:
"Já fui dirigente do SCTS" e, durante anos, lutei pelo nível de ensino que temos, facto pelo qual só posso dizer ao Sr. Ed Costa que se tem uma cédula de Técnico ao menos comporte-se como tal. Se não souber como, pelo menos cale-se por respeito aos técnicos de diagnóstico e terapêutica.

Já agora uma outra questão: de tão preocupado que está o Sr. Ed Costa com a qualificação académica e profissional dos Técnicos de Farmácia, dos Técnicos de Análises Clínicas, dos Técnicos de Radiologia, etc., por causa do patronato médico, farmacêutico ou outro, não será que as suas posições estão ao serviço desse patronato, nomeadamente da A.N.F?

Quanto ao Conselho das Profissões de que o Sr. Ed Costa tanto fala, e porque à época eu era dirigente do SCTS e participei activamente no processo, quero esclarecer:

1.O ex - Secretário de Estado da Saúde Nelson Baltazar só não constituiu o Conselho porque, nos termos da lei, ele teria cerca de 250 elementos, o que de todo em todo o tornava inoperacional, aliás, razão porque nunca foi constituído.

2.Nas reuniões realizadas ficou claro que tendo o Conselho que ser constituído por técnicos, os dois sindicatos de ajudantes técnicos de farmácia - SIFAP e SINPROFARM - , não poderiam nomear ninguém com o estatuto de auxiliar ou ajudante, ou seja, com o seu estatuto.

3.Esta posição era defendida por todas as outras organizações sindicais e associativas (cerca de 20 organizações) e, essas, todas elas, representativas de técnicos.

4.Tal posição de todas as organizações de técnicos não foram, nem são doutorices, como afirma o Ed Costa, pela simples razão de que os técnicos gozam de autonomia profissional e os auxiliares e ajudantes não e, por isso mesmo, não poderem opinar em níveis de intervenção que não são os seus.

Uma última nota e pergunta para o Sr. Ed Costa:

Conhece alguma organização de técnicos que apoie as suas ideias? Ou será que o Sr. Ed Costa está "fora de prazo" e , ou, não sabe conviver com isso ou ainda não tomou consciência de tal?
linapeixoto
Membro
 
Mensagens: 29
Registado: Domingo, 18 Jan 2009 16:58
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Filipe Xavier Silva em Sexta, 13 Ago 2010 14:19

Não leia só uma mensagem mas todas pelo menos as inseridas neste Tópico.


Tem que compreender que é um bocado difícil e aborrecido, porque qualquer comentário seu acaba a fazer propaganda ao sifap ou a defender os auxiliares ou os ajudantes (respeito, mas isso é passado!!!!), ou a defender que as nossas formações não deviam pertencer ao Ensino Superior. Ah ou então a dizer que quem tirou a licenciatura é só vaidade, só querem saber do Dr..É sempre a mesma conversa, sempre a mesma treta!!

O senhor não tem curso superior, é um ajudante técnico, não acha que devia ficar contente pelo facto da sua profissão, no presente, ser de qualificação superior?! Ou tem é uma grande dor de cotovelo e uma grande azia, pela sua classe ter sido extinta, e substituída pelos tais doutorzecos.. Aqueles que tiram um curso superior mas só o tiram porque querem ser doutores... (é que não querem saber de mais nada o raio dos moços!!)
Aconselho-o a ir para uma Universidade Sénior, talvez até haja lá o curso de ciências farmacêuticas, que tantas vezes já aconselhou aqui!!
Filipe Xavier Silva
Membro Sénior
 
Mensagens: 301
Registado: Sábado, 21 Out 2006 17:04
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sexta, 13 Ago 2010 15:40

Filipe Xavier Silva Escreveu:
Não leia só uma mensagem mas todas pelo menos as inseridas neste Tópico.


Tem que compreender que é um bocado difícil e aborrecido, porque qualquer comentário seu acaba a fazer propaganda ao sifap ou a defender os auxiliares ou os ajudantes (respeito, mas isso é passado!!!!), ou a defender que as nossas formações não deviam pertencer ao Ensino Superior. Ah ou então a dizer que quem tirou a licenciatura é só vaidade, só querem saber do Dr..É sempre a mesma conversa, sempre a mesma treta!!

O senhor não tem curso superior, é um ajudante técnico, não acha que devia ficar contente pelo facto da sua profissão, no presente, ser de qualificação superior?! Ou tem é uma grande dor de cotovelo e uma grande azia, pela sua classe ter sido extinta, e substituída pelos tais doutorzecos.. Aqueles que tiram um curso superior mas só o tiram porque querem ser doutores... (é que não querem saber de mais nada o raio dos moços!!)
Aconselho-o a ir para uma Universidade Sénior, talvez até haja lá o curso de ciências farmacêuticas, que tantas vezes já aconselhou aqui!!

Você é dos tais que não merece que percamos tempo consigo e por isso talvez seja a ultima vez que lhe vou ligar.Estou farto de vaidosecos que não tiraram um curso universitário por incapacidade e que se pôem em"bicos de pés ".Digo-lhe eu tenho por minha vez o direito de ser vaidoso e garanto-lhe que só não vou tirar um,mas de Ciências Farmacêuticas, porque já não tenho idade para isso pois, estou convencido , pelos exemplos que conheço, que com os conhecimentos que adquiri,mesmo sem curso , porque os meus pais não tinham dinheiro para tal e, por isso, só estudei enqauanto o era possivel em regime pós laboral , que fazia " com uma perna às costas" Dôr de cotovelo tem você por nada ligarem à sua licenciatura. Faço propaganda do meu sindicato porque ,não sabe que é um dever de todos os sindicalizados ( vejo quem nem conhece Estatutos sindicais ) promverem o sua organização tanto mais que ,neste caso, é aliás merecido.Mas que não é uma organização elitista. E curisamente vejo outras que faziam parte desa pseudo organização que boicotou o Conselho ( você devia pertencer a alguma delas) agora já se aproximam do SIFAP afirmando que o bom senso deve imperar e é necessário estarmos unidos.Mas com pessoas como você estou a ver que è impossivel. E tudo isto porquê ? Porque eu,nâo descurando a importância da elevação da nossa classe reflito , face à situação actual, se não tinha sido melhor outra atitude precisamente pela vaidade e frustação que se apoderou de alguns, porque afinal pensavam que estavamos décadas atrás e afinal concluiram que tudo agora é diferente. Tenho sinceramente pena que, com toda a sua formação, que repeito, não consiga entender o alcance das minhas intervenções
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor CarlosR em Sexta, 13 Ago 2010 16:02

Tenho-me mantido longe desta discussão, mas senhores Moderadores, parece-me que está na hora de intervirem porque isto está a ir longe de mais. E não quero apimentar ainda mais esta discussão, que claramente tem que acabar, mas "ó Tio Ed", é evidente por tudo o que tem dito e respondido que tem um trauma qualquer em relação aos licenciados da área dos TDT. Se tem orgulho naquilo que é, e acho que deve ter, comporte-se á altura e deixe-se de traumas desnecessários.
CarlosR
Membro Iniciante
 
Mensagens: 12
Registado: Sexta, 30 Jul 2010 11:27
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor lucasfarm em Sexta, 13 Ago 2010 16:29

Boa tarde a todos,

Eu como estudante da Licenciatura em Farmácia e como cidadão não posso deixar de manifestar e tecer alguns comentários.
Começo por escrever que sinto-me triste de ver como mesmo entre nós (Técnicos de Farmácia/Licenciados em Farmácia) cada vez mais se assiste por aqui a muitas discussões em vez de ver união para lutar pelos nossos objectivos e para reconhecer aquilo que realmente nos é de direito.
Também ja tenho visto por aqui comentários em prol dos Farmacêuticos e a tirarem mérito aos Técnicos de Farmácia:
" nao se esqueçam que existem sempre os farmaceuticos e como tal é o profissional mais habilitado na farmacia" ;
"Digo-lhe eu tenho por minha vez o direito de ser vaidoso e garanto-lhe que só não vou tirar um,mas de Ciências Farmacêuticas".
Claro que todos têm direito à sua opinião, aos seus gostos, às suas opções.
Contudo na minha opinão (também tenho direito à minha), acho que estas coisas de guerras entre carreiras acontece porque não existe respeito entre as mesmas. Ninguém deve promover uma profissão em detrimento de outra. Torna-se necessário compreender as diferenças e ambos os profissionais as aceitarem.
A Licenciatura em Farmácia e o Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas têm ambitos semelhantes mas não iguais. Conheço bem os planos curriculares das duas e posso dizer que têm essencias diferentes. Os alunos da Licenciatura em Farmácia saem muito bem preparados relativamente à parte da Saúde e das Terapêuticas, enquando um estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas sente-se mais à vontade para a área da Química, das Ciencias Naturais. Por isso, não se podem comparar perfis profissionais com formação base diferente e dizer que este é melhor que outro.
Outra coisa que eu acho que seria importante é que não devemos ter vergonha de nos afirmar-mos como Técnicos de Farmácia, pois se as pessoas não ouvirem falar em nós, também perdemos visibilidade. Contudo, acho que não nos podem tirar o grau académico que efectivamente temos e não o confundir com a profissão - Profissão: Técnicos de Farmácia ; - Pelo Grau Académico: Dr. Isto são coisas que são efectivamente legais e nossas por direito. Não é questão de manias, é uma coisa que nos assiste por direito e porque actualmente quem é Licenciado é Dr. , quem tem Mestrado é Mestre, quem possui Doutoramento é Doutor.
Só para verem que existe espaço para todos, ja estive a estagiar numa Farmácia Comunitária e entre colegas Farmacêuticos e Técnicos de Farmácia (por acaso todos tinham licemciatura) entre eles travam-se por "tu", mas quando estavam com os utentes tratavam-se por Dr., isto tanto Licenciados em Farmácia como Farmacêuticos. Aliás, a Directora Técnica ao apresentar-me aos utentes dizia que eu era o Dr.Luís Carlos (e ainda sou um mero estudante que vai agora para o 4.º ano). Como se pode ver, tudo depende do respeito mútuo entre as Classes Profissionais.
Mas independentemente disto tudo, termos é de actuar profissionalmente com responsabilidade e ter por base de actuação o utente, de modo a prestar os melhores serviços à comunidade.

Desculpem todo este texto, mas senti necessidade de o fazer.

Com os melhores cumprimentos,
Luís Carlos de Oliveira
lucasfarm
Membro
 
Mensagens: 20
Idade: 29
Registado: Sexta, 07 Ago 2009 02:10
Sexo: Masculino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sexta, 13 Ago 2010 16:40

CarlosR Escreveu:Tenho-me mantido longe desta discussão, mas senhores Moderadores, parece-me que está na hora de intervirem porque isto está a ir longe de mais. E não quero apimentar ainda mais esta discussão, que claramente tem que acabar, mas "ó Tio Ed", é evidente por tudo o que tem dito e respondido que tem um trauma qualquer em relação aos licenciados da área dos TDT. Se tem orgulho naquilo que é, e acho que deve ter, comporte-se á altura e deixe-se de traumas desnecessários.

Mas o "tio" é que se tem que comportar à altura ou os elitistas ? Só repara nas minhas mensagens, mas não naquelas, em que procuram desconsiderar os antigos. Já lhe disse que só os Moderadores me podem mandar calar e não qualquer vaiodoso como se mostra.Mas quem tem traumas, eu ou vocês ? Sei que incomodo com as minhas reflexôes, mas entendo que é conveniente agitá-las. Repare que só respondo às provocações pois nunca as iniciei. Agora vocês perante os problemas que se põem à classe entendem que é melhor não discuti-las pois não lhes agradam. O desemprego não é problema para vocês desde que sejam reconhecidos e tratados por Dr.es. E olhe os "tios" são para respeitar pois, ao contrário do que pensa, são até importantes para vocês jovens inerperientes que nada mais veiem que o vosso estatuto social, esquecendo que nâo é a licenciatura que só a era polémico e que iria contender com muitas vaidades como contendieu com a organização de sindicatos e associações que boicotaram a constituição do Conselho das profissões , mas entendi que era importante colocá-lo. Por ultimo este é um fórum aberto, e não só dos elitista. Se os Administradoes quiserem só restringi-lo aos licenciados e disso informarem, simplesmente considerarei que para eles, no que não acredito, porque me parecem mais sesatos, então não estamos em democracia e serei obrigado a denuciá-lo.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sexta, 13 Ago 2010 17:23

Outra coisa que eu acho que seria importante é que não devemos ter vergonha de nos afirmar-mos como Técnicos de Farmácia, pois se as pessoas não ouvirem falar em nós, também perdemos visibilidade. Contudo, acho que não nos podem tirar o grau académico que efectivamente temos e não o confundir com a profissão - Profissão: Técnicos de Farmácia

Mas Técnico de farmácia somos todos os com cédula profissional de TDT- Farmácia, com os mais diversos graus académicos, de de carreira prática,de curso profissional de bacharelato ou de licenciatura.Isto a exemplo dos farmacêuticos ( em que também ainda há com o curso das antigas Escolas de farmácia ) e dos enfermeiros, em que não vejo estas guerras. Sabe que eu até concordo,embora entenda que devia estar fora de uso essa do Dr. ( eu garanto-lhe que se tivesse uma licenciatura não o exigiria),que aliás só se vê praticamente por cá e no Brasi ,(em que então qualquer o é), por uma questão de prestígio para a farmácia ( Se esta tradição ainda é valorizada que havemos de fazer, pois sei que o cliente ainda a considera. mas esperamos que vá acabando ). Agora descullpe, (o que eu neste aspecto repudio) existe, na Lei do exercício farmacêutico, o Quadro farmacêutico e o Quadro nâo farmacêutico e este integrando os Técnicos de farmácia. Se na farmácia que se refere trabalhasse um antigo ajudante, mas prestigiado , como em muitos casos acontece, a quem podia ensinar alhguma coisa, mas de quem também podia receber ensinamentos, acha que aos licenciados em farmácia fosse dado o mesmo tratamento que aos licenciados pela universidade e aos outros Sr. ou pelo nome próprio. Reconheço que me dá alguma razão mas também, até,embora legitimaente ,mostra um pouco de vaidade. Isto talvez porque nunca trabalhou noutra farmácia diferente?

Mas independentemente disto tudo, termos é de actuar profissionalmente com responsabilidade e ter por base de actuação o utente, de modo a prestar os melhores serviços à comunidade]


Aqui sim estamos completamente de acõrdo. Isto é que é importante e que contribue paea a nossa valorização e dignificação como classe profisionasl, que porn tradição sempre foi prestigiada. Lembro que só entraram na Farmácia comunitária a partir de 99, e contra a vontade da ANF e que fui um dos que bastante trabalhou para isso . O que queriam era que todos fossemos para o desmprego e os licenciados para os nossos lugares? O que seria da farmácia se isso tivesse sido possiível ? E não se esqueçam que precisam dos antigos para consolidar a vossa posição. Ou estão convencidos do contrário? Querem que o SDIFAP faça o mesmo que a ANF e o Simprofarma o que também não desagradaria ao Infarmed. Que trisreza as ilusões desta gente que não sabe o sector onde se situa e o lobby que tem que enfrentar.Quem o conhece bem deve estar satidfeitissimo com estas posições que só reforçam as suas. Se não fosse voltarem a acusar-me de fazer propagando, o que já tem acontecido convidava-os a lerem, nas linhas e entrelinhas do Portal do meu sindicato.
última vez editado por Ed Costa s Sábado, 14 Ago 2010 14:33, editado 2 vezes no total
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor CarlosR em Sexta, 13 Ago 2010 17:39

Ed Costa Escreveu:
Outra coisa que eu acho que seria importante é que não devemos ter vergonha de nos afirmar-mos como Técnicos de Farmácia, pois se as pessoas não ouvirem falar em nós, também perdemos visibilidade. Contudo, acho que não nos podem tirar o grau académico que efectivamente temos e não o confundir com a profissão - Profissão: Técnicos de Farmácia

Mas Técnico de farmácia somos todos os com cédula profissional de TDT- Farmácia, com os mais diversos graus académicos, de de carreira prática,de curso profissional de bacharelato ou de licenciatura.Isto a exemplo dos farmacêuticos ( em que também ainda há com o curso das antigas Escolas de farmácia ) e dos enfermeiros, em que não vejo estas guerras. Sabe que eu até concordo,embora entenda que devia estar fora de uso essa do Dr. ( eu garanto-lhe que se tivesse uma licenciatura não o exigiria),que aliás só se vê praticamente por cá e no Brasi ,(em que então qualquer o é), por uma questão de prestígio para a farmácia ( Se esta tradição ainda é valorizada que havemos de fazer, pois sei que o cliente ainda a considera. mas esperamos que vá acabando ). Agora descullpe, (o que eu neste aspecto repudio) existe na Leu~i do ecrecício farmacêutico, o Quadro farmacêutico e o Quadro nâo faramacêutico , este integrando os Técnicos de farmácia. Se na farmácia que se refere trabalhasse um antigo ajudante, mas prestigiado , como em muitos casos acontece, a quem podia ensinar alhguma coisa, mas de quem também podia receber ensinamentos, acha que aos licenciados em farmácia fosse dado o mesmo tratamento que aos licenciados pela universidade e aos outros Sr. ou pelo nome próprio. Reconheço que me dá alguma razão mas também, até,embora legitimaente ,mostra um pouco de vaidade. Isto talvez porque nunca trabalhou noutra farmácia diferente?
CarlosR
Membro Iniciante
 
Mensagens: 12
Registado: Sexta, 30 Jul 2010 11:27
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor CarlosR em Sexta, 13 Ago 2010 17:41

Sabe que eu até concordo,embora entenda que devia estar fora de uso essa do Dr. ( eu garanto-lhe que se tivesse uma licenciatura não o exigiria)
:lol: :lol: =D> =D> :shock: :shock:
CarlosR
Membro Iniciante
 
Mensagens: 12
Registado: Sexta, 30 Jul 2010 11:27
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Filipe Xavier Silva em Sexta, 13 Ago 2010 18:01

Você é dos tais que não merece que percamos tempo consigo e por isso talvez seja a ultima vez que lhe vou ligar

Agradecia-lhe!!

.Estou farto de vaidosecos que não tiraram um curso universitário por incapacidade e que se pôem em"bicos de pés ".


Aconselho-o a ir a um psicólogo porque denota-se que tem um grande trauma!! Se você sofre de alguma incapacidade mental ou física, não queira transportar isso para os outros, eu tinha média suficiente para entrar em Ciências Farmacêuticas e na grande maioria dos cursos superiores, universitários ou politécnico, que apesar de você não querer entender hoje em dia são a mesma coisa!!(Quanto a isto anda muito desactualizado)

Dôr de cotovelo tem você por nada ligarem à sua licenciatura.


Não me interessa minimamente se você liga, ou se os outros ligam, tirei a licenciatura em Análises Clínicas e orgulho-me do curso que tirei, importo-me com o que eu penso do curso, e não do que pessoas como o senhor pensam, pessoas que pararam no tempo e que falam sem conhecimento de causa!! Porque se tivesse conhecimento da nossa formação estava muito caladinho e com um trauma ainda maior!!

...se não tinha sido melhor outra atitude precisamente pela vaidade e frustação que se apoderou de alguns,..


Já enerva vê-lo falar em vaidade!! Entenda de uma vez por todas que a vaidade que nós podemos ter é igual à vaidade que um advogado, enfermeiro, psicólogo, biólogo (...), pode ter!!! As nossas bases em nada se comparam com as suas, e por isso em nada tem a ver o nosso nível com o seu nível!! (Não queria dizer isto, mas a "vaidade" já mete nojo!!)
Filipe Xavier Silva
Membro Sénior
 
Mensagens: 301
Registado: Sábado, 21 Out 2006 17:04
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor lucasfarm em Sexta, 13 Ago 2010 18:44

Ed Costa Escreveu:
Outra coisa que eu acho que seria importante é que não devemos ter vergonha de nos afirmar-mos como Técnicos de Farmácia, pois se as pessoas não ouvirem falar em nós, também perdemos visibilidade. Contudo, acho que não nos podem tirar o grau académico que efectivamente temos e não o confundir com a profissão - Profissão: Técnicos de Farmácia

Mas Técnico de farmácia somos todos os com cédula profissional de TDT- Farmácia, com os mais diversos graus académicos, de de carreira prática,de curso profissional de bacharelato ou de licenciatura.Isto a exemplo dos farmacêuticos ( em que também ainda há com o curso das antigas Escolas de farmácia ) e dos enfermeiros, em que não vejo estas guerras. Sabe que eu até concordo,embora entenda que devia estar fora de uso essa do Dr. ( eu garanto-lhe que se tivesse uma licenciatura não o exigiria),que aliás só se vê praticamente por cá e no Brasi ,(em que então qualquer o é), por uma questão de prestígio para a farmácia ( Se esta tradição ainda é valorizada que havemos de fazer, pois sei que o cliente ainda a considera. mas esperamos que vá acabando ). Agora descullpe, (o que eu neste aspecto repudio) existe na Leu~i do ecrecício farmacêutico, o Quadro farmacêutico e o Quadro nâo faramacêutico , este integrando os Técnicos de farmácia. Se na farmácia que se refere trabalhasse um antigo ajudante, mas prestigiado , como em muitos casos acontece, a quem podia ensinar alhguma coisa, mas de quem também podia receber ensinamentos, acha que aos licenciados em farmácia fosse dado o mesmo tratamento que aos licenciados pela universidade e aos outros Sr. ou pelo nome próprio. Reconheço que me dá alguma razão mas também, até,embora legitimaente ,mostra um pouco de vaidade. Isto talvez porque nunca trabalhou noutra farmácia diferente?

Mas independentemente disto tudo, termos é de actuar profissionalmente com responsabilidade e ter por base de actuação o utente, de modo a prestar os melhores serviços à comunidade]


Aqui sim estamos completamente de acõrdo. Isto é que é importante e que contribue paea a nossa valorização e dignificação como classe profisionasl, que porn tradição sempre foi prestigiadas. Lembro que só entraram na Farmácia comunitária a partir de 99 )) e contra a vontade da ANF e que fui um dos que bastante trabalhou para isso . O que queriam era que todos fossemos para o desmprego e os licenciados para os nossos lugares? O que seria da farmácia se isso tivesse sido possiível ? E não se esqueçam que precisam dos antigos para consolidar a vossa posição. Ou estão convencidos do contrário? Querem que o SDIFAP faça o mesmo que a ANF e o Simprofarma o que também não desagradaria ao Infarmed. Que trisreza as ilusões desta gente que não sabe o sector onde se situa e o lobby que tem que enfrentar.Quem o conhece bem deve estar satidfeitissimo com estas posições que só mreforçam as suas. Se não fosse voltaerem-me a acusar de fazer propagando, o que já tem acontecido convodava-os a lerem, nas linhas e entrelinhas do Portal do meu sindicato.


Senhor Ed., sim, concordo quando diz que todos somos Técnicos de Farmácia, acho que não escrevi que os Antigos Técnicos não o seriam, pois não?! Então agradeço que não "coloque palavaras na minha boca" quando nem se quer estava a referir me a determinadas guerras, as quais não tenho a minima vontade de entrar!
Aquilo a que me referia são aos titulos académicos que daqui para a frente os novos Técnicos de Farmácia terão, e claro que independentemente desse grau académico vão ser sempre Técnicos de Farmácia ou então um outro nome como Farmacoterapêutas, sendo que gostava que esta proposta de alteração de nomes fosse para a frente. Mais uma vez com isto não quero que me interprete mal. Não estou a desrespeitar ninguem.

Relativamente ao exemplo que dei, foi so mesmo isso, um exemplo para demonstrar que se houver respeito entre as classes profissionais tudo se desenrola de uma maneira melhor e todos tiram beneficio disso, tantos os utentes como os profissionais. E apesar da minha inexperiência, sei mt bem que a situação que descrevo no meu comentário anterior não se verifica em quase nenhuma farmácia, por isso mesmo eu pretendi enfatizar que o respeito pelas diversas classes profissionais é essencial. Ou seja, não demonostrei vaidade nenhuma (como me acusa), so queria dar um exemplo de respeito entre classes profissionais.

Concordo quando diz que o Dr. é sobrevalorizado em Portugal e que serve para dar prestígio às farmácias.

No meu comentário anterior não estive a desvalorizar os Ajudantes Técnicos de Farmácia, nem entrei em guerras a dizer que os licenciados deveriam substituir os ajudantes, não leu isso nos meus comentários pois não?!

Com todo o respeito Senhor Ed., agradeço que so comente os meus comentários sem colocar "palavras na minha boca".

Não estou aqui para entrar em Guerras...

Alias...essas guerras nao me deixam nada contente.

Com os melhores cumprimentos,
Luís Carlos de Oliveira
lucasfarm
Membro
 
Mensagens: 20
Idade: 29
Registado: Sexta, 07 Ago 2009 02:10
Sexo: Masculino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Lara_S em Sexta, 13 Ago 2010 19:28

Bem isto devia ser um forum para esclarecer a carreira, e talvez duvidas de recem licenciados como eu ...

Em vez disso andam todos a mandar bitaites... :s

Então só tenho aquele tipo de CCT se pertencer a sinprofarm certo ??
e se nao me sindicalizar a nenhum tipo de sindicato ? que tipo de contrato tenho, desculpem as minhas perguntas mas nunca nos explicaram nada disto.

obrigada
Lara_S
Membro Iniciante
 
Mensagens: 8
Registado: Quarta, 11 Ago 2010 20:23
Sexo: Feminino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor nortepharma em Sexta, 13 Ago 2010 22:50

mas a ideia era ficarem tecnicos de farmacia os antigos aj. tecnicos e farmacoterapeutas os licenciados?
nortepharma
Membro
 
Mensagens: 108
Registado: Sexta, 13 Ago 2010 12:01
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor lucasfarm em Sexta, 13 Ago 2010 23:35

Lara_S Escreveu:Bem isto devia ser um forum para esclarecer a carreira, e talvez duvidas de recem licenciados como eu ...

Em vez disso andam todos a mandar bitaites... :s

Então só tenho aquele tipo de CCT se pertencer a sinprofarm certo ??
e se nao me sindicalizar a nenhum tipo de sindicato ? que tipo de contrato tenho, desculpem as minhas perguntas mas nunca nos explicaram nada disto.

obrigada


Ola Lara.
Pois concordo consigo, eu sou estudante da Licenciatura em Farmácia e realmente lamento profundamente esta situação. Gostava de ver a nossa Classe Profissional unida.

Bom relativamente à sua situação gostaria de ajudar, mas infelizmente não sei muito. Mas acho que realmente o melhor é esclarecer as duvidas com um sindicato ou com a nossa associação profissional. Por exemplo, eu sou sócio da ALPF. Mas no seu caso o melhor mesmo será se esclarecer com algum dos nossos sindicatos.

Com os melhores cumprimentos e votos de felicidades para a sua carreira,

Luís Carlos de Oliveira
lucasfarm
Membro
 
Mensagens: 20
Idade: 29
Registado: Sexta, 07 Ago 2009 02:10
Sexo: Masculino
Área TDT: Farmácia

AnteriorPróximo

Voltar para REGRAS DO FÓRUM E AJUDA

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron