Prótese Dentária - Saiba Mais!

Sub Forum destinado à discussão de Temas relacionados com a Protese Dentária

Prótese Dentária - Saiba Mais!

Mensagempor Bruno Glória em Quinta, 14 Jul 2011 20:59

Técnico de Prótese Dentária – Quem é e o que faz

O Técnico de Prótese Dentária é um técnico de diagnóstico e terapêutica que tem como principais funções, a confecção e reparação de todo o tipo de próteses dentárias, aparelhos ortodônticos, protectores desportivos e goteiras de branqueamento.
A actividade é exercida principalmente em laboratórios de prótese dentária, que colaboram directamente com Clínicas e Consultórios Dentários.

1.jpg



Legislação que Regula a Profissão

A legislação que regula a Profissão de Técnico de Prótese Dentária tem como ponto de viragem na sua história o Decreto-lei Nº 384-B/85 de 30 de Setembro.
A partir deste momento passou a ser exigida a formação mínima de Bacharel para ter uma autorização de trabalho legal.
A restante legislação que regula a profissão pode ser encontrada nos decretos nº. 564/99, de 21 de Dezembro; nº. 320/99, de 11 de Agosto; nº. 261/93, de 24 de Julho.
Existe também a Portaria nº. 325/2000, de 8 de Junho e o Despacho Normativo 33/2002, Série B, nº101, de 2 de Maio.


História da Profissão e do Curso em Portugal

A profissão de Técnico de Prótese em Portugal já conta com uma longa história de antiguidade, não havendo sequer registo dos pioneiros dessa actividade.
Por todo o mundo existem registos das primeiras próteses dentárias realizadas por povos como os Egípcios, Fenícios e Romanos. Os primeiros registos remontam ao século IV e V a.C.
Durante séculos, a actividade profissional foi baseada apenas no conhecimento empírico, não havendo qualquer tipo de conhecimento científico dos procedimentos na execução dos trabalhos.
A formação académica e profissional em Portugal apenas surgiu em 1984 com o inicio do Curso Técnico Laboratorial de Prótese Dentária na então Escola Superior de Medicina Dentária de Lisboa.
A partir dessa data, o acesso ao exercício legal da profissão passou a estar dependente da formação académica.
A legislação que integrou a profissão de Técnico de Prótese Dentária nas profissões de Diagnóstico e Terapêutica (Dec.-Lei n.º 384-B/85 de 30 de Setembro) provocou o aparecimento de novos cursos em instituições de ensino politécnico.
Em 1997 iniciou-se o curso na CESPU, em 1999 na ESSEM e em 2002 no ISAVE.
Todos estes cursos conferiam o grau de Licenciado através de Licenciaturas Bietápicas. O curso da Escola Superior de Medicina Dentária de Lisboa, entretanto denominada Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, conferia o grau de Bacharel.
Actualmente todos eles conferem o grau de Licenciado, tendo sido o curso adequado a Bolonha.


Áreas de intervenção do técnico de prótese dentária

O Técnico de Prótese Dentária divide a sua intervenção em 4 principais áreas:

- Prótese Removível;

Tal como o nome indica, este tipo de próteses dentárias, são aquelas que o paciente pode remover e colocar sem a intervenção de um Médico Dentista.
Este tipo de prótese não tem uma retenção fixa na boca do paciente, sendo a sua fixação feita apenas através da pressão e contacto da prótese com os tecidos e dentes existentes na boca. A fixação pode ser melhorada ainda com o uso a adesivos que servem para colar temporariamente a prótese.
Os materiais usados na confecção deste tipo de trabalho, são principalmente, acrílico e metal.

2.jpg


- Prótese Fixa;

A Prótese Dentária Fixa, é o tipo de trabalho que é fixado na boca definitivamente, através da utilização de um material de cimentação. Esta cimentação é feita utilizando os dentes naturais como suporte, sendo que estes têm de ser cortados em todo o seu volume para que a prótese encaixe neles.
Este tipo de trabalho é colocado em boca pelo Medico Dentista e só pode ser retirado por ele.
Os principais materiais usados neste tipo de trabalho são, o metal, o zircónio, a alumina e a cerâmica.

3.jpg


- Prótese Sobre Implantes;

Este tipo de prótese é o mais recente, mas as primeiras investigações nesta área já datam de 1930, no entanto o momento de viragem da investigação nesta área aconteceu em 1974, por aquele que é considerado o pai da implantologia, o sueco Branemark.
A característica principal deste tipo de prótese é a sua retenção em boca, que é feita através de implantes que são colocados no osso da cavidade bocal. Devido a biocompatibilidade dos materiais usados, existe uma osteointegração plena do implante com o osso.
Conectado ao implante, fica então a parte protética que substitui a parte visível do dente. Esta conexão é feita através de um encaixe entre a prótese e o implante, sendo a fixação feita através de um parafuso que mantém as duas partes unidas.
Os materiais usados na confecção deste tipo de prótese são os mesmos da prótese fixa (metal, o zircónio, a alumina e a cerâmica). A única diferença é um sub-tipo de próteses sobre implantes, denominadas próteses híbridas que combinam uma infra-estrutura em metal com recobrimento em acrílico.

4.jpg


- Ortodontia.

A ortodontia é uma das competências do Técnico de Prótese Dentária, apesar de ser uma vertente que não diz respeito a fabricação de prótese dentárias, mas sim de aparelhos ortodônticos.
Os aparelhos ortodônticos podem ser fixos e removíveis, sendo realizados mediante o plano de tratamento estabelecido pelo médico dentista, de acordo com o tipo de correcções necessárias na dentição de cada paciente.
Este tipo de trabalho é realizado com a utilização de arames ortondônticos de várias espessuras, que são posicionados e fixados através de acrílico ou bandas metálicas.

5.jpg



Locais de exercício

O exercício profissional do Técnico de Prótese Dentária em Portugal é maioritariamente feito em Laboratórios de Prótese Dentária, havendo no entanto um crescente número de Técnicos a trabalhar em Clínicas Dentárias.
No que diz respeito ao exercício propriamente dito da profissão, estes são os dois principais locais, havendo entretanto a vertente formativa, que emprega bastantes Técnicos de Prótese Dentária em escolas profissionais e politécnicos.


Empregabilidade

O mercado da Prótese Dentária, apesar de não conseguir absorver todos os licenciados que anualmente terminam os seus cursos, possui uma alta taxa de empregabilidade, fruto da crescente expansão da Medicina Dentária e dos próprios Laboratórios de Prótese Dentária.
Devido a sua alta especificidade técnica e componente prática, o mercado laboral acaba por ser bastante exigente e selectivo para com os Técnicos de Prótese Dentária, sendo por vezes este o maior entrave a empregabilidade.


Associações e sindicatos nacionais

As principais associações e sindicatos nacionais que representam os Técnicos de Prótese Dentária e os Laboratórios de Prótese Dentária são:

    - Associação Portuguesa de Técnicos de Prótese Dentária
    - Sindicato dos Técnicos de Prótese Dentária
    - Associação dos Industriais da Prótese Dentária
    - Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica
    - Sindicato das Ciências e Tecnologias da Saúde

Autor: Bruno Miguel Gonçalves Pinheiro
Licenciado em Prótese Dentária pelo ISAVE
Você não tem permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
Avatar do utilizador
Bruno Glória
Moderador Global
 
Mensagens: 2561
Idade: 30
Registado: Segunda, 24 Dez 2007 15:06
Sexo: Masculino
Área TDT: Ortoprotesia

Re: Prótese Dentária - Saiba Mais!

Mensagempor Ed Costa em Quinta, 14 Jul 2011 23:33

Esclareço que o SIFAP que estatutáriamente representa todos os Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica consequentemente também representa por isso os Técnicos de Prótese Dentária.
Gostaria de saber porque é sempre este sindicato que não é citado quando é o mais representativo do sector no privado e á liasjá representa de facto licenciados de Tecnologias da Saúde especialmente de farmácia.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Prótese Dentária - Saiba Mais!

Mensagempor Marlene Brandão em Quinta, 05 Abr 2012 16:01

Ed Costa Escreveu:Esclareço que o SIFAP que estatutáriamente representa todos os Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica consequentemente também representa por isso os Técnicos de Prótese Dentária.
Gostaria de saber porque é sempre este sindicato que não é citado quando é o mais representativo do sector no privado e á liasjá representa de facto licenciados de Tecnologias da Saúde especialmente de farmácia.


Ed Costa, julgo que não é esse facto que está em questão... e os sindicatos que são escolhidos pelos autores dos artigos são da decisão do autor, julgo que não nos compete a nós questionar o porquê dessa escolha, mas talvez antes sugerirmos e adicionar como informação adicional as entidades quer sindicais quer associativas representativas das respectivas profissões...

Porque todos nós podemos e devemos contribuir de forma positiva para o enriquecimento da informação que aqui é gentilmente disponibilizada pelos nossos utilizadores...


Já agora, muitos parabéns, Bruno Pinheiro pelo teu trabalho! Contamos com a tua participação no TDT Online! :wink:
Avatar do utilizador
Marlene Brandão
Administrador
 
Mensagens: 7765
Idade: 34
Registado: Quarta, 19 Out 2005 22:47
Localização: HR Hospitalar
Sexo: Feminino
Área TDT: Radiologia

Re: Prótese Dentária - Saiba Mais!

Mensagempor Ed Costa em Quinta, 05 Abr 2012 16:26

marléne. O que informei não se destinava à Administração do fórum pois vimos bem que o texto, que aliás enalteço, não era da vossa responsabilidade e essa informação era complementar. Quando expresso a minha estranheza tal tinha o mesmo objectivo.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Prótese Dentária - Saiba Mais!

Mensagempor Ricardo Pinto em Quinta, 18 Ago 2016 14:08

Obrigado pelo artigo Bruno!

Muito esclarecedor!
Ricardo Pinto
Membro Iniciante
 
Mensagens: 4
Registado: Quinta, 18 Ago 2016 11:15
Sexo: Masculino
Área TDT: Higiene Oral


Voltar para PROTESE DENTÁRIA

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron