Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Sub-Fórum dedicado às reportagens de eventos promovidos pelo Tecnologias da Saúde Online e Fotos e videos de Outros eventos.

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor lucasfarm em Sexta, 13 Ago 2010 23:40

nortepharma Escreveu:mas a ideia era ficarem tecnicos de farmacia os antigos aj. tecnicos e farmacoterapeutas os licenciados?


Ola nortepharma,

Relativamente à sua questão nao sei responder...so sei mesmo da intenção do sindicato nas alterações da designações profissionais. Pode consultar no http://www.scts.pt; também existe um "edital"..ja não me lembro qual, que mostra essa mesma intenção.

Com os melhores cumprimentos,
Luís Carlos de Oliveira
lucasfarm
Membro
 
Mensagens: 20
Idade: 29
Registado: Sexta, 07 Ago 2009 02:10
Sexo: Masculino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor RAM em Sábado, 14 Ago 2010 00:48

linapeixoto Escreveu:Quanto ao Conselho das Profissões de que o Sr. Ed Costa tanto fala, e porque à época eu era dirigente do SCTS e participei activamente no processo, quero esclarecer:

1.O ex - Secretário de Estado da Saúde Nelson Baltazar só não constituiu o Conselho porque, nos termos da lei, ele teria cerca de 250 elementos, o que de todo em todo o tornava inoperacional, aliás, razão porque nunca foi constituído.


Ora aqui está a verdade!
Quando estiveres desesperado(a), fecha os olhos, respira fundo, e grita "M€€€€®£@@@@"

Um Abraço
Augusto Ramoa
RAM
Membro Sénior
 
Mensagens: 200
Idade: 42
Registado: Quinta, 18 Maio 2006 17:29
Localização: Braga
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor RAM em Sábado, 14 Ago 2010 00:57

Lara_S Escreveu:Bem isto devia ser um forum para esclarecer a carreira, e talvez duvidas de recem licenciados como eu ...

Em vez disso andam todos a mandar bitaites... :s

Então só tenho aquele tipo de CCT se pertencer a sinprofarm certo ??
e se nao me sindicalizar a nenhum tipo de sindicato ? que tipo de contrato tenho, desculpem as minhas perguntas mas nunca nos explicaram nada disto.

obrigada


Olá Lara

Os CCT são publicados no Boletim do Trabalho e Enprego ()ex: http://bte.gep.mtss.gov.pt/documentos/2 ... 882296.pdf)

NÃO TENHO A CERTEZA, mas acho que normalmente algum tempo depois do CCT sai um documento oficial a extender o CCT aos trabalhadores não filiados em sindicato
Quando estiveres desesperado(a), fecha os olhos, respira fundo, e grita "M€€€€®£@@@@"

Um Abraço
Augusto Ramoa
RAM
Membro Sénior
 
Mensagens: 200
Idade: 42
Registado: Quinta, 18 Maio 2006 17:29
Localização: Braga
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor nortepharma em Sábado, 14 Ago 2010 08:31

dr. lucasfarm
quando me refiro a profissional farmaceutico mais habilitado refiro me a tecnico de farmacia=240 creditos, e farmaceutico= 300 creditos ou nao é assim mais habilitado ou seja com mais habilitaçoes nao estou a descriminar ninguem no meu tempo de ensino superior ja era assim, ou tambem me vao correr por ser aj. tecnico de farmacia e estar a referir o farmaceutico como mais habilitado so estou a chamar as pessoas pelo nome.
nortepharma
Membro
 
Mensagens: 108
Registado: Sexta, 13 Ago 2010 12:01
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Lara_S em Sábado, 14 Ago 2010 11:03

Mas se outros sindicatos nao aceitam o CCT, porque é que este vigora?

Obrigada pelas respostas, ainda nao pertenço a nenhum associação ou sindicato para esclarecer as minhas duvidas.
Lara_S
Membro Iniciante
 
Mensagens: 8
Registado: Quarta, 11 Ago 2010 20:23
Sexo: Feminino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor lucasfarm em Sábado, 14 Ago 2010 12:48

nortepharma Escreveu:dr. lucasfarm
quando me refiro a profissional farmaceutico mais habilitado refiro me a tecnico de farmacia=240 creditos, e farmaceutico= 300 creditos ou nao é assim mais habilitado ou seja com mais habilitaçoes nao estou a descriminar ninguem no meu tempo de ensino superior ja era assim, ou tambem me vao correr por ser aj. tecnico de farmacia e estar a referir o farmaceutico como mais habilitado so estou a chamar as pessoas pelo nome.


Nortepharma,

Primeiro por mim pode esquecer o dr.
Não estou aqui por estas questões mesquinhas.

O Nortepharma tem razão no que diz acima que os LF = 240 creditos e os MICF= 300. Mas esta a esquecer-se de que os 240 creditos do Licenciado em Farmácia são como o nome indica correspondentes à licenciatura. Contudo, se continuarmos e progredir a nivel académico podemos fazer um mestrado que são mais 180 créditos. Ou seja, o Técnico de Farmácia que possui um mestrado ja tem na totalidade 420 créditos. Enquanto que os do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, como o nome indica, com o Mestrado possuem 300 créditos.

Com isto, não lhe quero demonstrar que um é melhor que o outro ou vice versa, quero simplesmente esclarecer relativamente aos créditos e à progressão académica (Licenciatura, Mestrado, Doutoramento, pos-dout., pos.gadruação..)

Como ja disse não podemos comparar cursos com essencias diferentes.

Com os melhores cumprimentos,
Luís Carlos de Oliveira
lucasfarm
Membro
 
Mensagens: 20
Idade: 29
Registado: Sexta, 07 Ago 2009 02:10
Sexo: Masculino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor RAM em Sábado, 14 Ago 2010 13:35

lucasfarm Escreveu:
nortepharma Escreveu: Contudo, se continuarmos e progredir a nivel académico podemos fazer um mestrado que são mais 180 créditos. Ou seja, o Técnico de Farmácia que possui um mestrado ja tem na totalidade 420 créditos. Enquanto que os do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, como o nome indica, com o Mestrado possuem 300 créditos.


Uma pequena correcção: Os Mestrados têm 120 ECTS. Os Doutoramentos é que têm 180 ou 240 ECTS
Quando estiveres desesperado(a), fecha os olhos, respira fundo, e grita "M€€€€®£@@@@"

Um Abraço
Augusto Ramoa
RAM
Membro Sénior
 
Mensagens: 200
Idade: 42
Registado: Quinta, 18 Maio 2006 17:29
Localização: Braga
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor RAM em Sábado, 14 Ago 2010 13:38

Lara_S Escreveu:Mas se outros sindicatos nao aceitam o CCT, porque é que este vigora?

Obrigada pelas respostas, ainda nao pertenço a nenhum associação ou sindicato para esclarecer as minhas duvidas.


Há cá malta ligada a sindicatos que te pode responder melhor do que eu, mas presumo que seja algo não muito longe disto: entre o patronato há 50% dos votos, entre os sindicatos há outros 50%. Basta um dos sindicatos votar a favor e já existe maioria de votos para aprovar o CCT.
Quando estiveres desesperado(a), fecha os olhos, respira fundo, e grita "M€€€€®£@@@@"

Um Abraço
Augusto Ramoa
RAM
Membro Sénior
 
Mensagens: 200
Idade: 42
Registado: Quinta, 18 Maio 2006 17:29
Localização: Braga
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor nortepharma em Sábado, 14 Ago 2010 14:37

tem mas nao se esqueça que os farmaceuticos tambem podem evoluir em pos graduaçoes conheço alguns inclusive ate que sao professores na ffup mas nao descriminam ninguem ao contrario do que leio aqui, eu tambem conheço bem o curso de licenciatura em farmacia pois estudei no estesp na rua dos bragas antes de ir para gaia e foi me impossivel continuar perante o horario da farmacia e a localizaçao do estesp, mas sou aj tecnico e respeito todos os profissionais tecnicos e farmaceuticos so nao acho correcto o que por aqui se diz, e de uma vez por todas os aj. tecnicos de farmacia nao sao nenhuns nabos sao profissionais bem qualificados pois sempre acompanharam as formaçoes com farmaceuticos e ate medicos e fiz algumas dessas formaçoes e quem conhece bem a farmacia comunitaria sabe do que falo, acho que tos os aj. tecnicos mereciam mais respeito por parte dos tecnicos pois dos farmaceuticos sempre tiveram e têm em nos muito respeito, no acho justo o que se diz aqui sobre o sr. ed costa ele defende quem lhe poem o pao na mesa embora nao faça ideia de quem seja mas merece todo o respeito como tec. ou aj. tecnico o que lhe queiram chamar ao menos ele defende todos pelo que vejo, se nao defende a licenciatura em farmacia embora eu ache mal tem direito a sua opiniao e nao merece ser atacado desta maneira pois ele representa o sifap e embora eu nao pertença a nenhum sindicato sei que fizaram e fazem muito pela profissao ao contraio do sinprofarma por exemplo, acho que com educaçao e respeito todos se podem ajudar deve ser esse o espirito pois quem nao o tiver esta na profissao errada.
nortepharma
Membro
 
Mensagens: 108
Registado: Sexta, 13 Ago 2010 12:01
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor lucasfarm em Sábado, 14 Ago 2010 15:07

nortepharma Escreveu:tem mas nao se esqueça que os farmaceuticos tambem podem evoluir em pos graduaçoes conheço alguns inclusive ate que sao professores na ffup mas nao descriminam ninguem ao contrario do que leio aqui, eu tambem conheço bem o curso de licenciatura em farmacia pois estudei no estesp na rua dos bragas antes de ir para gaia e foi me impossivel continuar perante o horario da farmacia e a localizaçao do estesp, mas sou aj tecnico e respeito todos os profissionais tecnicos e farmaceuticos so nao acho correcto o que por aqui se diz, e de uma vez por todas os aj. tecnicos de farmacia nao sao nenhuns nabos sao profissionais bem qualificados pois sempre acompanharam as formaçoes com farmaceuticos e ate medicos e fiz algumas dessas formaçoes e quem conhece bem a farmacia comunitaria sabe do que falo, acho que tos os aj. tecnicos mereciam mais respeito por parte dos tecnicos pois dos farmaceuticos sempre tiveram e têm em nos muito respeito, no acho justo o que se diz aqui sobre o sr. ed costa ele defende quem lhe poem o pao na mesa embora nao faça ideia de quem seja mas merece todo o respeito como tec. ou aj. tecnico o que lhe queiram chamar ao menos ele defende todos pelo que vejo, se nao defende a licenciatura em farmacia embora eu ache mal tem direito a sua opiniao e nao merece ser atacado desta maneira pois ele representa o sifap e embora eu nao pertença a nenhum sindicato sei que fizaram e fazem muito pela profissao ao contraio do sinprofarma por exemplo, acho que com educaçao e respeito todos se podem ajudar deve ser esse o espirito pois quem nao o tiver esta na profissao errada.


Nortepharma,

Concordo plenamente com o que diz. =D> =D>
Apesar da minha inexperiencia, acho que se houver um optimo espirito de equipa e houver cumplicidade entre os diversos profissionais todos ficam a ganhar, inclusive os utentes.

Claro que todos podem fazer formações, pos.graduações e etc, ja o tinha referido num outro comentário. Alias só é vantajoso que isso aconteça, para melhor servirmos os nossa comunidade e claro estarmos em actualização e formação constante.

Cumprimentos.
última vez editado por lucasfarm s Sábado, 14 Ago 2010 15:17, editado 1 vez no total
lucasfarm
Membro
 
Mensagens: 20
Idade: 29
Registado: Sexta, 07 Ago 2009 02:10
Sexo: Masculino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor lucasfarm em Sábado, 14 Ago 2010 15:13

RAM Escreveu:
lucasfarm Escreveu:
nortepharma Escreveu: Contudo, se continuarmos e progredir a nivel académico podemos fazer um mestrado que são mais 180 créditos. Ou seja, o Técnico de Farmácia que possui um mestrado ja tem na totalidade 420 créditos. Enquanto que os do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, como o nome indica, com o Mestrado possuem 300 créditos.


Uma pequena correcção: Os Mestrados têm 120 ECTS. Os Doutoramentos é que têm 180 ou 240 ECTS


RAM,

Obrigado pela correcção! Foi um lapso da minha parte. Cada ano lectivo são 60 créditos, logo, dois correspondem a 120.

Com os melhores cumprimentos,
Luís Carlos de Oliveira
lucasfarm
Membro
 
Mensagens: 20
Idade: 29
Registado: Sexta, 07 Ago 2009 02:10
Sexo: Masculino
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sábado, 14 Ago 2010 15:48

...defende quem lhe poem o pao na mesa embora nao faça ideia de quem seja mas merece todo o respeito como tec. ou aj. tecnico o que lhe queiram chamar ao menos ele defende todos pelo que vejo, se nao defende a licenciatura em farmacia embora eu ache mal tem direito a sua opiniao e nao merece ser atacado desta maneira pois ele representa o sifap e embora eu nao pertença a nenhum sindicato sei que fizaram e fazem muito pela profissao ao contraio do sinprofarma por exemplo, acho que com educaçao e respeito todos se podem ajudar deve ser esse o espirito pois quem nao o tiver esta na profissao errada.

Colega
A si vejo que o posso tratar assim.Quero em primeiro lugar contestar a sua frase "defende quem lhe põe o pão na mesa", pois quem mo põe, foi o meu trabalho de décadas.Mas obrigado pelo seu apoio, apesar de eu chegar bem para os tais elitistas a não ser ,como têm pretendido ,fazer-me calar. Está também enganado quando afirma que não defendo a licenciatura em farmácia pois colaborei com o meu sindicato para ela se obter, mas isto não quer dizer que hoje não tenha dúvidas sobre a suas vantagens, face á forma como ela evoluio e às peneiras que originou e também em termos da empregabilidade. Já reparou na ingratidão que por ai prolifaera em relação ao meu sindicato, que foi e continua a ser, o principal e quase único obstacùlo, a que a ANF, não tenha conseguido que os citados licenciados, nunca pusessem os " pés na farmácia". Coitados muitos talvez ainda nem estudassem quando a mesma fez o o tal Parecer, a que o Infarmed deu cobertura, e que significava que o 320/99 não se aplicava à Farmácia Comunitária. Lembro que o mesmo esperava já este tipo de reacção, confirmado quando da tentativa de criação do Conselho das Profissões, que agora uma das tais Drªs, que parece não entende, apesar dessa doutorisse, o que o Decreto diz sobre o Conselho e vem dizer que não foi constituido por ter 250 membros. Isto quando não o foi ( era necessário que todos conhecessem isto ) porque as tais 20 organizações elitistas pretendiam dele dicriminar as largamente maioritárias organizações representativas dos Técnicos de farmácia. Agora,(esta é de rir),querem promover a farmacoterapeutas só os licenciados. Pergunto colega , dado que deve conhecer a minha opinião sobre o Simprofarm, se não era de lhes fazer a vontade e deixar a ANF criar os tais técnicos auxiliares, formados em 240 h, o que significaria que nem um licenciado mais seria admitido. Eles não se convencem que, face mesmo à Lei de Farmácia, a licenciatura em farmácia não é a mesma coisa que a em Ciências Farmacêuticas e que, se o pretendessem, o lobby farmacêutico o impediria.Depois nós é que somos frustados e não eles que foram , na generalidade, para as ESTES ,porque não tinham nota para um Curso Universitário, por mais que nos queiram convencer do contrário. Mas eles não têm toda a culpa pois a causa foi o que lhes meteram na cabeça.
Concluindo:Que grande contributo dão, felizmente poucos , alguns" doutores de 2ª", para a necessária unidade da classe, ainda por cima não primando pela educação ,que por aqui têm aparecido! A quem servir esta carapuça, que a enfie, pois os outros, especialmente os recentemente formados, que não vão ter lugar na Funçao Pública,continuarão a merecer-me todo o respeito e consideração e por isso a minha ajuda. E olhem que ,sem vaidade, ela pode ter algum peso pelo menos para que a ANF, especialmente, não consiga fazer prevalecer a sua vontade.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sábado, 14 Ago 2010 16:09

RAM,

Obrigado pela correcção! Foi um lapso da minha parte. Cada ano lectivo são 60 créditos, logo, dois correspondem a 120.

Com os melhores cumprimentos,
Luís Carlos de Oliveira

Mas para que é que isso serve em termos, especialmente da Farmácia Comunitària, no que conserne ao grau na Lei do Exercício farmacêutico, se continuam a ser Técnicos ? Agora sim, como já tenho defendido: que a licenciatura em farmácia fosse um grau na carreira de farmacêutico ou que o mestrado o equiparasse ao acesso`ao Estatuto da Ordem dos farmacêuticos.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sábado, 14 Ago 2010 16:23

Lara_S Escreveu:Mas se outros sindicatos nao aceitam o CCT, porque é que este vigora?

Obrigada pelas respostas, ainda nao pertenço a nenhum associação ou sindicato para esclarecer as minhas duvidas.

Vou procurar esclarecer e se não conseguir continuo ao dispôr pois conheço bem esta questão: Os CCTs, só se aplicam obrigatóriamente aos filiados nas associações, subscritoras dos mesmos e a mais ninguém, salvo se sair uma Portaria de Extenção em que então se aplica mesmos aos não filiados. Por exmplo o acordado entre a ANF e o Simprofarm o SIFAP contestará porque é mais que mau vergonhoso, se tentarem aplicá-o através dessa Portaria pois prefere o seu "velhinho" ou mesmo o Código do Trabalho.
Não é como o RAM diz.
Curiosamente os associados do SIFAP, ganham normalmente vencimentos superiores aos consiganados do citado CCT e não estão obrigatóriamente sujeitos a algumas clausúlas vergonhosas que lá constam. Evidentemente que reconheço que, quando se trata do primeiro emprego, os patrôes aproveitam-se se disso e procuram melhor explorar os profisionais. Em qualquer caso convém sempre ser sindicalizada pois o sindicato a orientará, e para se sindicalizar não tem que pedir ao patrão pois, pelo contrário, ele sujeita-se auma elevada coima se comprovadamente o tentar fazer
última vez editado por Ed Costa s Sábado, 14 Ago 2010 16:51, editado 1 vez no total
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sábado, 14 Ago 2010 16:27

RAM Escreveu:
linapeixoto Escreveu:Quanto ao Conselho das Profissões de que o Sr. Ed Costa tanto fala, e porque à época eu era dirigente do SCTS e participei activamente no processo, quero esclarecer:

1.O ex - Secretário de Estado da Saúde Nelson Baltazar só não constituiu o Conselho porque, nos termos da lei, ele teria cerca de 250 elementos, o que de todo em todo o tornava inoperacional, aliás, razão porque nunca foi constituído.


Ora aqui está a verdade!

Posso ,provar-lhe através de acta existente no meu sindicato ou do testemunhos de uma ex-Técnica Superior que assessorou o citado dr. Nelson Baltazar,que não é verdade. Se participou nesse processo tal comprova as posições que vêm agora a tomar e que, já na altura, tanto prejudicaram a classe e que o seu sindicato deixou de acolher, pois foi-me garantido que agora entende quanto é importante a unidade da classe e recomenda bom senso aos tais elitistas. Com já aqui salvo erro se disse nesta altura existem boas relações entre os dois sindicatos maioritários da classe, um mais ligado ao sector público outro mais ao privado.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor nortepharma em Sábado, 14 Ago 2010 16:50

colega ed costa, nao estva a defender a si ou a ninguem estava unicamente a mostrar a minha opiniao embora tenha razao algumas coisas que disse se promoverem os licenciados a farmacoterapeutas estao a fazer um favor a anf e ao sinprofarm e acredito sinceramente que raro sera farmacoterapeuta e ser colocado e ia valorizar o aj. tecnico de farmacia e os tais cursos da anf, se pensam que eles andam a dormir na forma enganan se, isto é uma forma de cavar mais buracos entre a classe que enfim deixaria de o ser uma so penso que sera certamente muito mais dificil de arranjar emprego mas depois da asneira tar feita resta tirar um novo curso, eu se fosse licenciado pensava muito bem isto ate pode paracer bonito mas na pratica a anf adoraria provavelmente ate estao a espera disso e entao ai tambem admito que realmente os cursos deles seriam uteis para quem tem uma farmacia era a cereja no topo do bolo, mas caro drs depois nao a volta a dar, por mim falo que ate nao me considero tecnico de farmacia mas sim aj tecnico so o sou face a lei isto faz me lembrar muitas das jogadas da anf e diga se muito bem feitas pois eles mesmo com farmacias sem ser de farmaceuticos continuam a defende los nao os abandonaram e os licenciados a abandonar a carreira de tecnico de farmacia hum enfim passava a ser assim:
-aj. tecnicos de farmacia
-farmaceuticos
-tecnicos de farmacia
-pessoal com registo de pratica imcompleto no infarmed
-pessoal com os 5 anos registados e com a posse da caderneta embora sem cedula
-tecnicos auxiliares de farmacia do sinprofarm com 12 ano
-auxiliares de acçao farmaceutica com 9 ano dos jornais
e mais psicologos, enfermeiros, quimicos e outro pessoal que esta a trabalhar em farmacia, nao estou a ver farmacoterapeutas a trabalhar esta sim é a realidade mas ok srs. drs.
nortepharma
Membro
 
Mensagens: 108
Registado: Sexta, 13 Ago 2010 12:01
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Sábado, 14 Ago 2010 17:08

Colega nortepharma.
Não fale em ajudantes técnicos pois já não existem mas sómente tecnicos e farmaceuticos e mais os tais com prática registada mas que não são nada legalmente, porque a prática não é valida e a que o meu sindicato dá uma categoria provisória. Para estes o SIFAP está há muito a tentar que lhe seja definido uma solução, tendo proposto,( porque são cerca de 2000 , e não têm culpa pois foram enganados pelo Infarmed e pela ANF e não podem ir para o desmprego),à semelhança do que acontece no Reino Unido, uma categoria inferior à de Técnico que seria Assistente de farmácia ( a extinguir ) pois para Técnico só com Curso a partir do 320/99.
última vez editado por Ed Costa s Domingo, 15 Ago 2010 16:55, editado 1 vez no total
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor nortepharma em Sábado, 14 Ago 2010 17:12

colega sao as carradas todos os que falei a trabalharem em farmacia se legais ou nao, nao sei mas que sao, sao e agora querem diferenciar os tecnicos entao força sifap depois os vossos licenciados vao ai para a secretaria trabalhar
nortepharma
Membro
 
Mensagens: 108
Registado: Sexta, 13 Ago 2010 12:01
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor nortepharma em Sábado, 14 Ago 2010 17:30

esta é a minha opiniao nao me levem a mal, mas se existem aqui neste topico drs que dizem que somos simplesmente aj. tecnicos com cedulas de tecnicos desrespeitando tudo o que trabalhei vou tambem lembrar me destas mensagens quando me forem entrega corriculos de tecnicos de farmacia sao as carradas, se nao me reconhecem como colega entao meus amigos cada um para seu lado vou estar agora a defender quem nao merece para os tecnicos mais humildes que agradeçao aqui a estas drs e lhes vao pedir emprego
nortepharma
Membro
 
Mensagens: 108
Registado: Sexta, 13 Ago 2010 12:01
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Domingo, 15 Ago 2010 18:17

Como tem andado por este tópico uma Senhora Dr.ª, que entre, outros diparates, como dizer que os ex-ajudantes técnicos de farmácia, com a respectiva cédula de TDT têm a mesma, mas é ilegal, convido,todos, os que a têm lido,a acederem ao Decerto -lei 320/99 ( se outra alternativa não tiverem podem ir a Legislação, no Portal do SIFAP http://www.sifap.pt/ ),e lerem onde estão os 250 membros do Conselho das Profissões (C.N.das P. de D.e T.) que ela afirma que foi a razão de, o sindicato de que era dirigente, ter originado um incidente que boicotu a sua constituição. Vejam especialmente o nº2 do Artigo 13º ,Artigo12º e o 15º. Como Vêm não é verdade e ainda mais fuuncionaria por secções de cada profissão.
Mais sobre ter também afirmado que o DIAP, apreciando uma queixa contra o Presidente do meu sindicato, por ele, com quase 40 anos, com carteira profissional de ajudante técnico de farmácia,( quando mais nenhuma das profissões a tinha ) ter obtido uma cédula de Técnico de farmácia,ilegitimamente, e que,só não foi provado a razão do denunciante porque não houve dolo. O que quer dizer que a obteve ilegalmente , massem dolo! ( leiam nº3 do Artigo 4ºdo citado Decreto). Como devem calcular qual o ridiculo que aquela participação à Procuradoria da Republica ( que teve que enviá-la para investigação) provocou.
última vez editado por Ed Costa s Domingo, 15 Ago 2010 23:29, editado 1 vez no total
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor RAM em Domingo, 15 Ago 2010 22:43

Ed Costa Escreveu:e lerem onde estão os 250 membros do Conselho das Profissões (C.N.das P. de D.e T.)


Eu penso que 250 foi um n.º para exemplificar a inoperacionalidade do Conselho das profissões, agora que esse n.º nunca seria abaixo de 45, é bem verdade, senão reparem:

Artigo 12.o
Composição
1 — O Conselho tem a seguinte composição:
a) O director-geral do Departamento de Recursos Humanos da Saúde, que preside; 1
b) Um representante do Ministério do Trabalho e da Solidariedade; 1
c) Um representante do Ministério da Educação; 1
d) Um representante da Região Autónoma dos Açores; 1
e) Um representante da Região Autónoma da Madeira; 1
f) Representantes de cada profissão, no mínimo de dois, indigitados pelas associações sindicais e profissionais mais representativas do sector; Mínimo de 36
g) Um docente, indigitado por cada uma das Escolas Superiores de Tecnologia da Saúde de Lisboa, Porto e Coimbra e pela Escola Superior de Saúde do Alcoitão, podendo de igual modo integrar docentes de outras instituições de ensino oficialmente reconhecidas que ministrem cursos do mesmo nível. Mínimo de 4

Agora reparem, quem são as organizações mais representativas do sector? E as Escolas privadas, ficavam todas fora? Ninguém tem dúvidas da funcionalidade de um Conselho com estas dimensões (mínimas)? A meu ver isto não é um Conselho, é uma Assembleia, mas enfim, é uma opinião

Agora, e para acabar, deixem-me dizer uma coisa, especialmente Ed Costa e linapeixoto:
Se querem fazer guerrilha inter-sindicatos, poupem o fórum disso. Volto a dizer, é que já não há pachorra!
Quando estiveres desesperado(a), fecha os olhos, respira fundo, e grita "M€€€€®£@@@@"

Um Abraço
Augusto Ramoa
RAM
Membro Sénior
 
Mensagens: 200
Idade: 42
Registado: Quinta, 18 Maio 2006 17:29
Localização: Braga
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Domingo, 15 Ago 2010 23:26

RAM Escreveu:
linapeixoto Escreveu:Quanto ao Conselho das Profissões de que o Sr. Ed Costa tanto fala, e porque à época eu era dirigente do SCTS e participei activamente no processo, quero esclarecer:

1.O ex - Secretário de Estado da Saúde Nelson Baltazar só não constituiu o Conselho porque, nos termos da lei, ele teria cerca de 250 elementos, o que de todo em todo o tornava inoperacional, aliás, razão porque nunca foi constituído.


Ora aqui está a verdade!


Aqui está a mentira e não a verdade Augosto Ramoa. Tudo o que vem de certo sindicato é absolutamente correcto. Nem se discute? O pior é que provo que durante algum tempo cometeu erros ( congratulo-me por o estar a reconhecer) mas ainda existem alguns que isso não lhes entra na cabeça e nem conseguem ponderar que pode acontecer o contrário, pois os outros é que só dizem disparates. Por exemplo estará garantido que os licenciados em farmácia,se vão distinguir,dos ex-ajudantes técnicos de farmácia, passando a farmacóterapeutas. Serão todos mesmo os com curso profissional ? Recomendo-lhe que siga o meu conselho e leia com atenção o 320/99.
45 não será menos que um quinto que 250?( Sabe ´por exemplo qual o número habitual dos Conselhos das organizações sindicais ? ) E não estão previstas secções? E o Conselho só teria que funcionar com o tal número? E se era inoperacional ,porque então, o pretendiam constituir só com as 18 associações e o SCTS e o Sindite?
Obrigado pelo conselho mas da minha parte não esperem que eu fique impassível sempre que sou provocado. E o mesmo quando expenderem factos que eu sei que não são verdadeiros.Tenho plena consciência que aquilo a que chama " guerrilha" só nos prejudica e serve os nossos adversário Mas tal tambèm acontece quando se expendem inverdades e se querem hipervalorizar perante os não licenciados. E mais também "não há pachorra" para afirmações como a em causa.
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor RAM em Segunda, 16 Ago 2010 00:29

Ed Costa Escreveu:Aqui está a mentira e não a verdade Augosto Ramoa. Tudo o que vem de certo sindicato é absolutamente correcto. Nem se discute? O pior é que provo que durante algum tempo cometeu erros ( congratulo-me por o estar a reconhecer)


Oiça lá, eu estou a reconhecer o quê?

Seja com 50 seja com 250 não acredito que funcione e daí concordei com a afirmação de outra pessoa (não levando à letra o n.º 250).

Já por dezenas de vezes o Ed Costa cá no fórum manifestou a sua opinião sobre o referido Conselho, por sinal completamente antagónica à minha, mas não é por estar sempre a voltar ao mesmo que eu vou mudar de opinião, compreendeu???
Quando estiveres desesperado(a), fecha os olhos, respira fundo, e grita "M€€€€®£@@@@"

Um Abraço
Augusto Ramoa
RAM
Membro Sénior
 
Mensagens: 200
Idade: 42
Registado: Quinta, 18 Maio 2006 17:29
Localização: Braga
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor Ed Costa em Segunda, 16 Ago 2010 08:26

RAM Escreveu:
Ed Costa Escreveu:Aqui está a mentira e não a verdade Augosto Ramoa. Tudo o que vem de certo sindicato é absolutamente correcto. Nem se discute? O pior é que provo que durante algum tempo cometeu erros ( congratulo-me por o estar a reconhecer)


Oiça lá, eu estou a reconhecer o quê?

Seja com 50 seja com 250 não acredito que funcione e daí concordei com a afirmação de outra pessoa (não levando à letra o n.º 250).

Já por dezenas de vezes o Ed Costa cá no fórum manifestou a sua opinião sobre o referido Conselho, por sinal completamente antagónica à minha, mas não é por estar sempre a voltar ao mesmo que eu vou mudar de opinião, compreendeu???

Reconheço-lhe o direito de não concordar com o Conselho, agora não de manipulação, ou de concordar com ela, para justificar a não constituição com inverdades que provo que o são.Aliás reconhecendo-o ,já o mesmo não pode acontecer, com um facto de ter sido bastante negativo para a classe.
Se acha que não foi ,gostava que me explicasse, tanto mais quando se conclui que é um mito a Ordem, com a qual eu também tenho o direito de não concordar.
Aliás vocês teriam que nela integrar todos, mesmo os não licenciados, e isso de maneira nenhuma, pois seria por em causa a vaidade de alguns com a sua licenciatura. Como seria uma Ordem onde coexistiriam obrigatóriamente Dr.es e não doutores ? Seria isso possível, para os citados?

Sobre o reconhecer, se ler com atenção verá que o sujeito era o sindicato, não você.

E as secções, já fez as contas, do número de integrantes da mesma profissão? Não posso deixar de reparar que na ansia de justificação, a elas não se referem.
Acha que uma das competências das mesmas, que a seguir reproduzo, não teria interesse?

Alínea a)do Artigo 14º:

a) Acompanhar todas as questões relativas ao exercício
das profissões de diagnóstico e terapêutica,
colaborando com as entidades que têm a seu
cargo a fiscalização e o controlo respectivos, e
propondo, sempre que necessário, as acções de
normalização das situações de exercício ilegal;
Ed Costa
Membro Veterano
 
Mensagens: 2135
Registado: Terça, 18 Nov 2008 12:58
Área TDT: Farmácia

Re: Greves e Revisão da Carreira das Tecnologias da Saúde

Mensagempor RAM em Segunda, 16 Ago 2010 09:58

Ed Costa Escreveu:
RAM Escreveu:Se acha que não foi ,gostava que me explicasse, tanto mais quando se conclui que é um mito a Ordem, com a qual eu também tenho o direito de não concordar.
Aliás vocês teriam que nela integrar todos, mesmo os não licenciados, e isso de maneira nenhuma, pois seria por em causa a vaidade de alguns com a sua licenciatura. Como seria uma Ordem onde coexistiriam obrigatóriamente Dr.es e não doutores ? Seria isso possível, para os citados?


Tem todo o direito de não concordar, da mesma forma que considerando-o mítico, utópico ou o que seja, continuo a achar que é a melhor solução.

E vai-me desculpar, mas já me ouviu dizer algo contra a integração dos não licenciados? Se alguém fez o curso nas escolas técnicas no tempo em que elas existiam mas não conferia grau, se alguém concluiu o registo de prática quando este era legal como forma de acesso à Cédula Profissional, claro que tem habilitações mais que suficientes para exercer.

O que eu sempre defendi (e continuo a defender) é que na transição para a nova carreira haja uma clara distinção entre Licenciados e não Licenciados, MAS QUE SEJA DADA OPORTUNIDADE AOS NÃO LICENCIADOS DE PROSSEGUIREM ESTUDOS PARA A OBTEREM.

Já falei disto noutro tópico, não vou repetir aqui.

E mais uma coisa, eu escrevo o que penso, não o que os outros pensam ou fazem, por isso esqueça esse vocês, ok?
Quando estiveres desesperado(a), fecha os olhos, respira fundo, e grita "M€€€€®£@@@@"

Um Abraço
Augusto Ramoa
RAM
Membro Sénior
 
Mensagens: 200
Idade: 42
Registado: Quinta, 18 Maio 2006 17:29
Localização: Braga
Sexo: Masculino
Área TDT: Análises Clínicas

AnteriorPróximo

Voltar para REPORTAGENS TDTONLINE

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante